sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

2019 foi o ano da PROFISSIONALIZAÇÃO #SQN



Em uma breve analise de 2019 do ponto de vista de prestação de serviços de TI, houve uma grande procura por empresas que buscaram serviços mais profissionais aos que consumiam atualmente e isso foi muito bom, pois mostra que os gestores, de uma forma ou de outra, entende que os serviços que possuem não estão trazendo nem segurança muito menos benefícios aos negócios.

Isso na verdade é uma radiografia da extrema falta de profissionais e prestadores de serviços com capacitação em oferecer serviços de qualidade com comprometimento, seguindo métodos, estratégias de negócio. Em todos os casos os gestores reportaram total insegurança com os serviços prestados e uma inquietude de que não conseguirão atender a onda de obrigações que vem surgindo com as leis de proteção de dados.

Há ainda um completo desconhecimento dos problemas e soluções que enfrentam e muito menos controle e gerenciamento dos recursos de tecnologia. Muitos desconhecem totalmente os recursos de possuem e se enganam com a falsa segurança que lhes é vendida.

Neste cenário, os assuntos de tecnologias, que por sua própria natureza já afastam os que não querem “perder” tempo com assuntos que não entendem. Isso facilita bastante o trabalho amador e de maus profissionais que criam uma barreira muito grande para que esse quadro não mude, criando assim uma sensação de estabilidade e dependência para o negócio. Em uma outra esfera existem gestores que ignoram totalmente os assuntos de TI mesmo conhecendo sua importância dentro do negócio.

Então vamos lá, aqueles que entenderam a necessidade de consumir serviços profissionais e que buscaram no mercado se depararam com uma situação que não esperavam, necessidade de investimento. A inocente ideia de que serviços profissionais custam o mesmo que os serviços amadores que vinham consumindo, passou a ser uma barreira. O desespero se agrava em saber que muito dos investimentos em recursos e infraestrutura que fizeram anteriormente são tão amadores quando os serviços que consumiam e precisavam ser substituídos ou melhorados.

Com isso pouquíssimos deram passos a profissionalização e desses muitos, passos muito lentos. Isso é muito preocupante, pois 2019 foi o ano de muitos sucessos em ataques cibernéticos onde a grande maioria desses ataques tiveram sucesso devido a falta de investimentos em segurança e gestão, em profissionais capacitados e disciplina.

Este cenário todo é bastante democrático, ou seja, ocorrem em todos os ramos de atividades e portes de empresas, até mesmo aquelas onde não geram suspeitas, e independem do tipo de relação dos serviços de TI com o negócio, sendo tanto terceiros quanto staff próprio. Na verdade, são raríssimos os casos onde o TI é saudável e bem alinhado com o negócio.


Walter Adriano da Silva
Diretor Executivo de TI
Sócio- Proprietário da SOFTVALE SISTEMAS
walter@softvale.com.br

0 comentários: