sexta-feira, 23 de outubro de 2020

eSocial simplificado: Confira o novo calendário de implantação



Governo publicou portaria com novas datas de implementação do eSocial simplificado.


Após anunciar o eSocial simplificado, o governo atualizou o cronograma de implantação do sistema por meio da Portaria Conjunta SEPRT/RFB nº 76, publicada no Diário Oficial da União.

Devido a pandemia, o governo já havia prorrogado as fases de folha de pagamento e SST, Saúde e Segurança do Trabalho. Agora, a portaria publicada nesta quinta-feira, 22, formaliza as novas datas para o cronograma.

Segundo o texto, o Grupo 3 devem começar a transmitir informações referentes à folha de pagamento a partir do dia 10 de maio de 2021.

Já as datas para a fase de Saúde e Segurança do Trabalho, foram dividida de acordo com cada grupo:

- Grupo 1: a partir de 08 de junho de 2021;
- Grupo 2: a partir de 8 de setembro de 2021;
- Grupo 3: a partir de 10 de janeiro de 2022.

Confira tabela com as alterações:

Fases

Grupos obrigados

1º Grupo

2º Grupo

3º Grupo

4º Grupo

1ª Fase - Eventos de tabelas

08/01/2018

16/07/2018

10/01/2019

08/07/2021*

2º Fase - Eventos não periódicos

01/03/2018

10/10/2018

10/04/2019

08/11/2021*

3º Fase - Eventos periódicos

01/055/2018

10/01/2019

10/05/2021*

08/04/2022*

4º Fase - Eventos de SST

08/06/2021*

08/09/2021*

10/01/2022*

11/07/2022*



                                                FONTE:PORTAL CONTABEIS

ECD: Receita divulga nova versão do programa

 


Versão 7.0.8 atualiza a validação na recuperação da ECD anterior de SCP.


A Receita Federal divulgou uma atualização do programa da Escrituração Contábil Digital, ECD.

A versão 7.0.8 atualiza a validação na recuperação da ECD anterior de SCP, no caso de situação especial ocorrida em 2020.

Download ECD

O programa validador da Escrituração Contábil Digital versão Java pode ser utilizado nos sistemas operacionais abaixo, desde que obedecidas as seguintes instruções:

1) A máquina virtual java (JVM) 1.7 ou superior, deve ser instalada.

http://www.java.com/pt_BR/download/manual.jsp

2) Selecione o programa de acordo com o sistema operacional, faça o download e o instale:

A) Para Windows: SPEDContabil-7.0.8-Win32.exe

B) Para Linux:

SPEDContabil_linux_x86-7.0.8.jar (32 bits)

SPEDContabil_linux_x64-7.0.8.jar (64 bits)

Para instalar, é necessário adicionar permissão de execução, por meio do comando "chmod +x SPEDContabil-7.0.8-Linux.jar" ou "chmod +x SPEDContabil_linux_x86-7.0.8.jar" ou conforme o Gerenciador de Janelas utilizado.

                                                                     FONTE:PORTAL CONTABEIS

Governo muda eSocial. Acesso, agora, será pelo CPF do trabalhador

 


O Sistema Simplificado de Escrituração Digital de Obrigações Previdenciárias, Trabalhistas e Fiscais - eSocial foi simplificado pelo governo Bolsonaro. O anúncio foi feito em solenidade no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira, 22/10.

De acordo com o ministério da Economia,as mudanças feitas no leiaute simplificam o preenchimento e eliminam campos que tomavam tempo desnecessário para preenchimento. O formulário mais leve, informa a Economia, 'atende às procedentes reivindicações do setor produtivo do país, sem prejuízo da manutenção de informações importantes para a continuidade das políticas públicas de Trabalho e de Previdência.'

O CPF passará a ser o único número de identificação do trabalhador, dispensando a referência a outros números cadastrais, como, por exemplo, PIS e Pasep. Também foram excluídos os pedidos de informações que já constam nas bases do governo, como é o caso do número de RG e da CNH.

As regras de validação não impedem mais a transmissão de dados e os impedimentos foram substituídos por avisos, evitando a cobrança de multas por atraso na entrega de informações. As exigências que não estavam previstas em Lei também foram retiradas.

Uma parceira do eSocial com as juntas comerciais permitirá que seja possível registrar os empregados no momento da inscrição da empresa (sem necessidade de ingresso em novo login ou sistema).

                                                                                      FONTE:CONVERGENCIA DIGITAL

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Como manter seus dados bancários em segurança

 


Com a Black Friday chegando no próximo mês, se proteger contra golpes digitais é manter a segurança essencial


Os serviços bancários online e seus aplicativos não param de crescer. Em média, 62% das transações realizadas pelos latino-americanos no comércio eletrônico são em meios digitais, principalmente por meio de cartões de débito e crédito.

De acordo com o estudo mais recente da Global Findex, 54% da população da América Latina é bancarizada, o que tem sido fundamental para o e-commerce na região.

No Brasil, de acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), o número de transações bancárias realizadas pelo celular em 2018 aumentou 24% em relação ao ano anterior. Ao mesmo tempo, os aplicativos para smartphones já são realizados por 40% do total das operações bancárias no Brasil.

No México, o valor total da transação no segmento de pagamentos digitais está projetado para atingir 38.457 milhões de dólares em 2020, um aumento de 18,7% em relação ao ano passado e chegará a 50,7 milhões de usuários, segundo o Statista.

Além disso, em meio aos atuais padrões de distanciamento social, muitos bancos estão pedindo aos clientes que aproveitem os serviços bancários online. Com a proximidade da Black Friday, que acontece no Brasil no dia 27 de novembro, os usuários devem estar atentos a todas as vulnerabilidades. O maior uso de serviços online também aumenta o risco de crimes cibernéticos. Se você deseja manter seus dados bancários seguros, aqui estão algumas dicas:


Evite usar WiFi público


Tente não usar WiFi público para operações bancárias, assim você evita ataques como man-in-the-middle ou lurkers, que costumam fazer uma varredura em redes sem fio. Você também pode desativar o recurso de conexão automática e, se estiver em um laptop, certifique-se de que o compartilhamento de arquivos esteja desativado.


Verifique a criptografia TLS / SSL dos sites que você visita


Os bancos geralmente usam a forma mais elevada de garantia TLS / SSL para autenticar seus sites. Mesmo assim, sempre olhe a URL do site que vai acessar. Se começar com “https” em vez de “http”, significa que o site está protegido por um certificado TLS (o S significa seguro).


Os certificados SSL protegem todos os seus dados à medida que são passados ​​do seu navegador para o servidor do site. Para obter um certificado SSL, a empresa é submetida a um processo de validação. Além disso, verifique a autenticidade do site do seu banco clicando no cadeado e depois em “informações do certificado” para revisar os dados do banco.


No entanto, existem alguns níveis diferentes de validação. O nível mais baixo, Validação de Domínio (DV), simplesmente valida a propriedade do domínio e não a legitimidade da organização que solicita o certificado. Em outras palavras, se você comprou o domínio “amaz0n.com” e solicitou um certificado para ele, você obteria o certificado porque é o proprietário do domínio.


O nível mais alto, Validação Estendida (EV), é o mais seguro e extenso. Com ela, a empresa que solicita o certificado deve provar sua identidade e também sua legitimidade como negócio.


Use VPN sempre que possível


Se você tiver que usar WiFi público, considere o uso de uma VPN, que pode adicionar uma camada de segurança e privacidade ao proteger dos ataques man-in-the-middle. No entanto, nem toda VPN é segura. Antes de implementar a solução, verifique as classificações das publicações de segurança e considere investir em serviços pagos e confiáveis, em vez de uma VPN gratuita.


Mantenha senhas fortes para a segurança


É aconselhável ter sempre uma senha forte, mesmo que passe maior parte do seu tempo online em casa. Você pode considerar o uso de um gerenciador de senhas para centraliza-las. Além disso, habilitar o logout automático após um certo período de tempo pode proteger suas contas.


Use autenticação multifator


A maioria dos bancos usa uma forma de autenticação multifator. Certifique-se de aceitar pelo menos um fornecido por sua instituição bancária.


Baixe o aplicativo do seu banco


Os aplicativos de banco podem ser tão seguros, se não mais seguros, do que o banco online. Alguns aplicativos também oferecem autenticação multifatorial ou biometria, como impressões digitais, reconhecimento de rosto ou varreduras oculares.

Além disso, muitas vezes no celular, eles não armazenam dados. Portanto, eles podem ser uma escolha melhor quando precisar usar um WiFi público. Seu uso também evita a apresentação de links desconhecidos, que caracterizam ataques de phishing.


Verifique suas configurações de privacidade


Aplicativos financeiros de última geração, como o Venmo, podem representar um problema crítico para suas informações privadas. Certifique-se de que você tenha as configurações corretas para sua conta e evite divulgar informações privadas, como transações, por meio desses dispositivos.


Cuidado com quem você autoriza


Antes de conceder a aplicativos ou outros usuários acesso às suas contas, considere como o acesso compartilhado afetará a sua conta. Verifique as camadas de segurança que um aplicativo financeiro oferece antes de baixá-lo e permitir interação às suas contas. E só dê a outras pessoas acesso às suas contas se for totalmente necessário e se você confiar nelas.


Inscreva-se para receber alertas bancários


Seu banco pode enviar notificações por e-mail ou texto para certas atividades em sua conta. Se ela tiver alguma atividade incomum, esses alertas permitem que você as proteja o mais rápido possível.

Exemplos de alertas bancários incluem transações acima de um determinado valor, tentativas de login malsucedidas, alterações de senha ou informações e transações estrangeiras.

Os hackers geralmente realizam uma ou duas transações pequenas para ver se são notados antes de fazer compras cada vez maiores, portanto, esses alertas podem evitar o aumento da fraude em suas contas.


Monitore extratos bancários 

segurança

Além dos alertas, você também pode monitorar seu extrato bancário regularmente. Algumas transações podem parecer ser suas e seu banco não irá alertá-lo, portanto, é sua responsabilidade monitorar seus gastos.


Cuidado com os golpes de phishing


Ao receber um e-mail de um banco ou instituição financeira, leia com atenção para ter certeza de que é o negócio real. À primeira vista, pode parecer que seu banco está pedindo para você fazer login, mas se você conhece os sinais comuns de phishing, é mais provável que identifique e evite golpes.


Os golpistas também podem ligar para você e alegar ser um representante do banco. Se você não tiver certeza, desligue e ligue diretamente para o banco.

                                                              FONTE:CRYPTO ID

CFC lança pesquisa para avaliar imagem do profissional da contabilidade

A pesquisa para avaliação da imagem do profissional da contabilidade já está disponível para ser respondida pelos cidadãos e segue até o dia 8 de dezembro.


O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) lançou uma pesquisa para saber como a sociedade enxerga o profissional de contabilidade. O formulário da Pesquisa de Avaliação da Profissão Contábil já está disponível e pode ser respondido por todos os cidadãos.

Segundo o CFC, a ideia é conseguir entender as expectativas e experiências do público em geral com os profissionais da contabilidade.  

São cinco perguntas de múltipla escolha que objetivam destacar o nível de conhecimento, a qualidade do serviço, a importância do serviço prestado, a imagem do profissional perante a sociedade e o nível de reconhecimento em comparação a outros profissionais. 

Ao final, também é possível enviar sugestões para melhorar esses indicadores.

Além do público, os profissionais da contabilidade também podem responder a uma outra pesquisa desenvolvida pelo conselho, a Pesquisa de Satisfação sobre o CFC, que vai questionar sobre os serviços oferecidos pela entidade. 

No total, são dez perguntas sobre temas como a imagem institucional, educação continuada, capacitação on-line e medidas adotadas durante a pandemia de Covid-19. 

Essa pesquisa para os profissionais de contabilidade pode ser acessada clicando aqui.

Pesquisa de avaliação profissional 

Realizada desde 2014, a pesquisa faz parte dos Objetivos Estratégicos do Sistema CFC/CRCs. Segundo o conselho, os resultados obtidos na avaliação contribuem na elaboração de diretrizes do planejamento anual do CFC a fim de “elevar a percepção do valor da profissão contábil perante a sociedade”.

Dados coletados na edição do ano passado revelam que cerca de 60% dos participantes considera “ótimo” e “bom” a imagem dos profissionais. O índice de satisfação atingido levou em consideração as respostas computadas entre o primeiro e segundo semestre de 2019. 

A Pesquisa de Avaliação da Profissão Contábil, para a sociedade, pode ser acessada clicando aqui

                                                                         FONTE:PORTAL CONTABEIS