sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Roteadores TP-Link correm risco de sequestro remoto


TechCrunch revelou que centenas de roteadores da companhia chinesa TP-Link contém, desde 2017, uma falha que permite que cibercriminosos o controlem remotamente e só agora a empresa liberou as atualizações para corrigir essa falha crítica.

Se você é daqueles(as) que segue as nossas recomendações de segurança, já alterou a senha padrão dos equipamentos que usa, portanto, está protegido(a). Se ainda não o fez, faça imediatamente, independente da marca do seu roteador.

Os roteadores podem ser sequestrados e passar a fazer parte de uma rede zumbi, como a rede Mirai que derrubou dezenas de sites como os do Twitter, Spotify e SoundCloud. No mundo, nossos dados permitem estimar que 129 a 149 mil roteadores correm risco.


O Brasil é o país mais atingido pela falha nos roteadores WR740N (Imagem: Shodan)


Uma das formas mais comuns como os cibercriminosos ganham dinheiro é através da implantação de malwares que mineram criptomoedas - como no caso dos roteadores da MikroTik usados pela Telefonica/Vivo - ou desviam as vítimas para sites falsos (a função Site Real do Avast Premier protege você contra esses golpes de phishing).

FONTE:BLOG AVAST



0 comentários: