quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Saiba o que é ERP de uma vez por todas



ERP vem de uma sigla em inglês, que significa Enterprise Resource Planning, e pode ser traduzido em português para Planejamento dos Recursos da Empresa. Dentro de uma organização, o ERP é um Sistema de Gestão Empresarial, que auxilia nos processos internos, como forma de banco de dados de informações estratégicas.

ERP funciona como um software de gestão para unificar informações e facilitar o fluxo de trabalho entre as áreas. Levando em consideração que cada departamento necessita de uma ferramenta própria para poder gerar seus relatórios e executar tarefas rotineiras, o ERP passa a ter um papel fundamental, funcionando como um centralizador do fluxo de trabalho em um único sistema, alinhando a comunicação de todas as áreas e facilitando a tomada de decisão.
Desta forma, ao invés de cada área possuir um software isolado, o ERP concentra todas as informações em uma única plataforma, dando à empresa autonomia na execução de tarefas rotineiras e tornando a comunicação interligada. Imagine que, por exemplo, o departamento que trata das finanças, pode saber em tempo real o status de seus ganhos e destinar o dinheiro de maneira assertiva, tendo controle total do fluxo de caixa.
Todos os exemplos acima são ações rotineiras dentro de uma organização que podem facilmente se tornar árduas e com inúmeras falhas, tanto em relação a ruídos de comunicação que dificultam o fluxo de trabalho diário, como erros de contagem de caixa, cálculos de obrigações fiscais, estoque e folhas de pagamento. A implementação de uma ferramenta integrada é garantia de informações assertivas e sólidas para a empresa.
O software ERP pode oferecer à empresa inúmeros benefícios e facilidades que vão desde a redução de custos, visto que as informações são sólidas e assertivas, até uma comunicação mais eficiente entre as áreas, o que gera ganho de tempo e rotinas mais eficientes. Pode-se dizer que o ERP serve como uma ferramenta que organizada a casa, reduzindo custos e dando dinamicidade às tarefas do dia a dia.

O início do ERP como sistema de gestão

Os primeiros passos para se chegar a ferramentas tão tecnológicas como temos hoje foram dados em 1950. Nesta década foi utilizado o primeiro mainstream, que tinha como objetivo a automatização de controle de estoques. Esse foi um passo inicial para a evolução desse mecanismo, que até então tornava-se muito caro para as empresas e ainda era bastante lento.
No anos 1970, a evolução do sistema de gestão trouxe para o mercado o Material Requirement Planning (MRP) e posteriormente, na década de 1980 passou a se chamar MRP II. O MRP antecedeu o então conhecido ERP e em 1980, quando os computadores já eram ligados por rede, evoluiu gradativamente as tecnologias para esse ramo, afinal, os computadores podiam suportar sistema maiores e ágeis.
À medida em que houve evoluções em computadores e redes, os sistemas puderam seguir esse caminho pavimentado para o crescimento e progresso do sistema de ERP. A partir dos anos 2000, os sistemas de gestão deram um salto significativo em vendas e algumas empresas brasileiras entraram na disputa com grandes estrangeiras oferecendo o sistema de ERP.

Conheça as áreas que o ERP abrange

O ERP é um sistema bastante abrangente e é possível unir todas as áreas dentro do sistema de gestão, unificando a comunicação e facilitando o fluxo de trabalho. É possível que seja incluído desde o financeiro, com a emissão de nota fiscal, o operacional, controlando a matéria-prima gasta na produção, o RH, apurando todos os dados de funcionários como, férias, salários e até mesmo feedbacks.
Por ser uma ferramenta densa e com dados bastante sólidos, acaba se tornando um aliado para a tomada de decisão das áreas, facilitando fluxos de trabalho que até então tornavam-se demorados e repetitivos, evitando falhas e automatizando tarefas que se tornam operacionais demais para o dia a dia, dando mais oportunidade para que os departamentos tenham autonomia e trabalhem de forma mais estratégica.

Funcionalidades que facilitam o dia a dia


O sistema de gestão, o ERP, tem como principal objetivo organizar todo o volume de informação gerada pela empresa. Em uma estrutura robusta, o sistema de gestão é capaz de auxiliar todos os departamentos com funcionalidades que auxiliam em diferentes frentes de rotinas diárias, como por exemplo:
  • Controle financeiro;
  • Gestão de suprimentos;
  • Gestão de colaboradores;
Por ser um sistema robusto, ele possibilita que a empresa insira módulos que melhor funcionam no seu dia a dia e que auxiliem na gestão do seu negócio. A partir disso, é possível que a empresa consiga rodar o sistema em todas os departamentos, facilitando o fluxo de informação interno.

É possível integrar o ERP com outros sistemas?

Os sistemas de ERP são ofertados no mercado em diversas modalidades. Diferente de outros programas e sistemas de computador, o sistema de gestão não está à venda em gôndolas de lojas e não é um sistema pronto para instalar e usar. Por ser um software robusto, ele requer processos para que tudo comece a rodar em perfeitas condições. Além disso, por abranger tantos departamentos da empresa, o sistema de ERP pode ser comprado em módulos, ficando sob medida em relação às necessidades da companhia e se necessário, integrar com outros sistemas.
O ERP é um software tão flexível se tratando de segmentos e portes de companhias, que ele pode ser facilmente moldado para o tipo de negócio que ele será aplicado. Por exemplo: empresas multinacionais precisarão ter módulos e configurações diferentes do que uma empresa nacional. O mesmo serve para segmentos – uma empresa que trabalhará com agronegócio terá um sistema completamente diferente de uma empresa que oferece serviços de contabilidade.
Claro que a partir de todos esses fatores que diferem um segmento de outro na compra de uma ferramenta ou o porte de uma companhia e outra, há também diferenciação de valores, visto que algumas precisarão de mais insumos que as outras para trabalhar com o sistema de ERP dentro das necessidades do seu negócio. O que pode ocorrer também, é a forma que essa licença será paga, se será em forma de mensalidade, paga por licença e como funcionará a implementação, que pode levar mais ou menos tempo, dependendo dos dados que serão levados para a ferramenta.

Quais as vantagens de um sistema ERP?

O ERP, como sistema de gestão, pode representar um diferencial competitivo dentro das empresas, levando em consideração o ganho de velocidade em tarefas cotidianas,  redução de fluxo de trabalho e redução expressiva de custos, o que pode impactar diretamente nos resultados da companhia. Além disso, a diminuição considerável de erros é um dos principais ganhos com o software, visto que muitas tarefas que antes precisavam ser feitas manualmente, ganham agilidade em uma ferramenta automatizada, dando autonomia e tempo para tarefas estratégicas e que é necessário a interação humana.
Sistemas de gestão auxiliam também fortemente a gestão de estoque, tendo um controle exato do que se tem disponível e avisando sobre a necessidade de repor o mesmo. Além disso, torna a entrega muito mais rápida ao consumidor final, levando em consideração que a ferramenta auxilia a organizar altos volumes de pedidos e demais dados que a empresa necessite, tornando a tomada de decisão rápida e assertiva. Além disso, outro ponto muito importante que pode ser levado em consideração para a aquisição do sistema são as adaptações com as mudanças de legislação que devem ser seguidas a risca.

A transformação digital aliada ao ERP

Com a tecnologia cada vez mais ao alcance das empresas, é possível vislumbrar um futuro muito mais digital e automatizado. As ferramentas de gestão obviamente tem grande parcela nesse processo de evolução, visto que com rotinas que exigem mais da capacidade de funcionário e empresário, é necessário softwares que organizem informações e dêem em tempo real informações que auxiliem na tomada de decisão e na estruturação de processos mais estratégicos.
O sistema de ERP vai de encontro com um futuro cada vez mais digital, tornando dados cada vez mais sólidos e a um clique de distância. Sabendo da importância que sistemas de gestão tem dentro das organizações e entendendo que a cultura digital já é uma realidade, empresas estão revendo sua maneira de trabalho e apostando suas fichas em softwares que garantem segurança de informação e visão do todo. A transformação digital é uma reinvenção diária e constante.
O sistema de Gestão Empresarial ERP da Senior foi desenvolvido para potencializar a gestão da sua empresa. Com ele, você tem em mãos um software erp completo e eficiente, que diminui processos, agiliza a tomada de decisão e gera resultados precisos. Tudo isso de forma prática, automatizada, especialista e simplificada, facilitando sua gestão. O sistema ERP Senior é a solução segura para destacar o seu negócio em um mercado competitivo, de forma planejada e efetiva.
                                               FONTE;BLOG SENIOR SISTEMAS

0 comentários: